terça-feira, 25 de novembro de 2014

Em MS, suplentes assumem lugar de vereadores afastados pela Justiça

Oito suplentes foram empossados, na manhã desta terça-feira (25), na Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo, a 84 km de Campo Grande. Eles assumiram as cadeiras dos parlamentares que foram afastados pela Justiça a pedido do Ministério Público Estadual (MPE), que investiga irregularidades no recebimento de diárias.

Empresário de MS era o "tesoureiro" da quadrilha presa com R$ 1,4 milhão

O empresário de origem libanesa, de 39 anos, preso na manhã desta terça-feira (25) em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, era responsável pelas finanças da quadrilha especializada em tráfico internacional de drogas. Policiais apreenderam R$ 1,4 milhão em dinheiro com a organização criminosa.

Grávida foi morta de forma cruel porque não quis ir morar em fazenda

Depois de preso, Rodrigo de Jesus Quintas, 25 anos, confessou que matou a esposa grávida de seis meses e disse que o motivo de ter se irado com ela foi o fato de Joelma Regiane Calegari, 34 anos, não querer morar junto dele na fazenda onde ele iria trabalhar.

Chelsea passeia contra Schalke, confirma classificação e 1º lugar do grupo G

A combinação de um ataque inspirado com uma defesa bastante atrapalhada resultou nesta terça-feira em uma goleada a favor do Chelsea, que não tomou conhecimento do Schalke 04 na Veltins Arena, em Gelsenkirchen, venceu por 5 a 0 e se classificou para as oitavas de final da Liga dos Campeões com o primeiro lugar do grupo G garantido.

Ex-prefeito em MS tem de devolver dinheiro por irregularidades em contratos

O ex-prefeito de Sidrolândia, 70 quilômetros de Campo Grande, Daltro Fiuza (PMDB), foi multado pela 1ª Câmara do TCE-MS (Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul) e terá de devolver R$ 11 mil, a administração municipal.

Justiça bloqueia R$ 100 milhões nas contas de investigados na Lava Jato

A Justiça Federal em Curitiba contabiliza cerca de R$ 100 milhões bloqueados das contas-correntes e fundos de investimentos de investigados na Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Na semana passada, o juiz Sérgio Moro, responsável pelas investigações, determinou o bloqueio das contas dos investigados e empresas ligadas ao esquema.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Vereadores de Miranda querem melhorias na Segurança Pública

Todos os vereadores de Miranda se reuniram com o deputado estadual Felipe Orro (PDT), na manhã desta quinta-feira (20), em seu gabinete, para pedir sua intermediação em uma agenda com o secretário de Estado da Justiça e Segurança Pública, Wantuir Brasil Jacini. Eles alegam que a cidade está sofrendo uma onda de crimes – sobretudo furtos e roubos – e não há policiais suficientes para fazer a segurança preventiva.